Dia do Palhaço, do Circo e do Teatro em tempo de Covid-19



O palhaço Chumbrega está entre os 310 mil brasileiros que perderam a vida para a Covid 19 em nosso país.  Hoje, 27 de março, comemoramos o Dia do Circo, do Palhaço e do Teatro. Athos Silva Miranda, o multifacetado artista, acrobata, equilibrista, ator, músico, trapezista, nacionalmente conhecido como o palhaço Chumbrega, nos deixou aos 77 anos e seu legado fica para muitos das novas gerações, que certamente darão continuidade à arte de fazer sorrir
Charles Chaplin foi o mais importante dos palhaços

Charles Chaplin deixou como legado para a humanidade, que a persistência é o caminho do êxito. O nosso Carlitos, que tinha como receita para a longevidade o sorriso, foi para os braços do Senhor em plena atividade artística aos 88 anos, quando a ciência ainda não tinha o desenvolvimento de hoje. Nesse sentido, o também artista da prancheta, o doutor Oscar Niemeyer, trabalhou intensamente durante o ano de 2012 e até dias antes de falecer aos 104 anos. Portanto, pela lógica da ciência e da matemática, a nossa Rainha do teatro, do cinema e da televisão, Fernanda Montenegro, em plena atividade aos 91 anos, ultrapassará um século diante das telinhas de vídeos da TV e das telonas do cinema, sempre nos ensinando mais e mais, como fazem os longevos experientes e respeitados no Japão, além da própria Rainha Elizabeth II, que tem quase um século e é chefe de Estado do Reino Unido!


Legenda: o saudoso Palhaço Benjamin Oliveira e o ator Jorge Coutinho.  Benjamin foi o primeiro Palhaço Negro

Talvez seja por isso que ocorre em plena Pandemia a forte crise no Sindicato dos Artistas do Rio de Janeiro, quando Jorge Coutinho, presidente do SATED, teve que procurar a 22ª DP da Penha para denunciar supostas perseguições sofridas por ser um dirigente ativo aos 86 anos de idade. Ao seu lado, os competentes advogados: doutora Eluísa de Sousa e o doutor Fernando Janú.    O ator global Jorge Coutinho, que lançou muita gente que se tornou famosa durante 15 anos quando esteve à frente do Teatro Opinião, questionado sobre o assunto ponderou: "Apesar da Pandemia, agora que tomei a segunda dose da vacina, graças a Deus, estou firme e forte cuidando das questões internas do SATED, inclusive pagando, de forma justa e de acordo com a lei, os funcionários demitidos neste período de crise mundial. Sou um apaixonado pela classe artística, tanto que coloquei o meu apartamento em Botafogo para financiar a sede do SATED, onde hoje o artista, principalmente o iniciante, pode bater no peito e dizer que temos uma sede própria quitada. Embora eu concorde plenamente com os artistas bem-sucedidos gozarem a boa vida em seus belos apartamentos de frente para o mar, o que é merecido, pois trabalharam muito para isso, discordo daqueles que dificilmente frequentam o SATED, mas usam os benefícios da instituição para permanecer em casa e de lá atrapalhar quem luta pela classe e a defende inclusive nas delegacias.  Vivendo a vida de forma modesta e feliz, eu atendo a todos que me procuram quando o assunto é a classe artística. Talvez por isso e pelo monte de governadores presos no Rio, eu tenha sido convidado pela deputada Clarissa Garotinho para ser o seu vice na disputa da Prefeitura do Rio de Janeiro em 2020, o que me honrou sobremaneira! Nesse sentido, milhares de pessoas, por meio das redes sociais, falam sobre a possibilidade de meu nome ser colocado como pré-candidato ao governo do Rio. Não tenho poderes para calar o grito das ruas. Ainda assim, argumentam por aí que estou fazendo campanha política extemporânea. Nem filiação partidária eu tenho. Aproveito para dizer também que,  embora velho, eu não  sou velhaco e sempre paguei minhas contas em dia e  ainda tenho o orgulho de ser pai de dois doutores: um formado em Manchester, na Inglaterra, e exercendo suas atividades profissionais em Lisboa – Portugal, e o outro,  um engenheiro eletricista que mora, trabalha no Rio, e agora, depois da segunda dose da vacina, eu e ele  temos nos encontrado para almoçar  juntos e colocar a conversa de família em dia", argumentou Jorge.
                    
Provocado pela reportagem sobre a ampliação do mercado de trabalho e a sindicalização que sempre foram ideias defendidas pelo próprio Jorge e por Milton Gonçalves no SATED, ele disse: "Agora, depois da segunda dose da vacina, embora tomando ainda muito cuidado, pretendo por meio de nossas lives orientar os artistas ainda não sindicalizados e lutar efetivamente para ampliar o nosso mercado de trabalho. Pretendo intensificar as sindicalizações em massa, que o Milton Gonçalves, meu companheiro de 62 anos de lutas, sempre cobrou. Aproveito para acrescentar que antes do Milton adoecer, nenhum companheiro eleito conosco na diretoria do SATED nos importunou dizendo que eu sou velho e incapaz de conduzir nossa instituição. Acredito que as perseguições não se deram com a presença do Milton dele pelo fato de ele ser um ator muito famoso, ser um ano mais velho do que eu, ser o ator mais antigo da Globo e respeitadíssimo pelos dirigentes da emissora mais poderosa do Brasil e por seus pares. Obviamente, eles só passaram a me perseguir e dizer que não gozo de boa saúde mental, depois da grave doença do Milton", concluiu Jorge.  
                  
Como se vê, o circo está pegando fogo e os maiores de 85 anos que militam na classe artística precisam se manifestar. Salve o Circo, o Palhaço, o Teatro e o nosso saudoso Palhaço Negro Benjamin de Oliveira. Ele foi também ator, compositor e cantor de proa.

  Por Walter Brito    
Google Plus

Por CEO Grupo M4

Entender Condomínio

0 comentários:

Postar um comentário